Revista Brasileira de

Terapias e Saúde



Luciana Vieira Castilho-Weinert, Elgison da Luz dos Santos, Marcelo Rodrigues Bueno. Intervenção fisioterapêutica psicomotora em crianças com atraso no desenvolvimento. Revista Brasileira de Terapias e Saúde, v. 1, n. 2, p. 75-81, 2011.

DOI icon10.7436/rbts-2011.01.02.02 PDF



Resumo: Contextualização: A psicomotricidade visa facilitar a interação entre a motricidade, a afetividade e a mente, pois o desenvolvimento motor típico está relacionado com estes três fatores. Os participantes da terapia psicomotora são estimulados a interferir em cada exercício proposto para obter experiências significativas. A interação entre a fisioterapia e a psicomotricidade pode tornar o tratamento fisioterapêutico mais eficaz e significativo tanto para o paciente como para o fisioterapeuta. Objetivos: O presente estudo teve como objetivo caracterizar o perfil psicomotor de cinco crianças com diagnóstico clínico de atraso no desenvolvimento psicomotor, na faixa etária de três a cinco anos de idade cronológica. Métodos: Após aprovação do projeto de pesquisa por um Comitê de Ética, sob o número do CAAE 2807.0.000.301-08, as crianças foram recrutadas na Associação Mantenedora do Centro Integrado de Prevenção (AMCIP), no município de Curitiba. O instrumento de avaliação utilizado foi a Avaliação Psicomotora de Fonseca, cujo resultado direcionou a elaboração de um plano de tratamento individualizado. Os sujeitos foram submetidos a uma avaliação inicial, posteriormente foram submetidos a 15 atendimentos de fisioterapia psicomotora e, então, a uma reavaliação para comparar os resultados. Resultados: Analisando-se of dados das avaliações, constatou-se que houve melhora em todos os sujeitos, principalmente nos fatores equilíbrio e coordenação dos movimentos. Assim, a idade psicomotora e a idade cronológica igualaram-se na maior parte dos sujeitos. Conclusões: Entende-se que a intervenção fisioterapêutica por meio da psicomotricidade foi eficiente para promover a aprendizagem motora de crianças que possuem atraso e defasagem entre as idades motora e cronológica. Em trabalhos futuros pretende-se analisar
outras variáveis, como gênero e ambiente.

Palavras-chave: fisioterapia, psicomotricidade, aprendizagem motora.

Abstract: Contextualization: Psychomotricity aims at facilitating the interaction between motricity, affectivity and the mind, since the typical motor development is related to these three factors. Participants of psychomotor therapy are encouraged to act in each proposed exercise so as to have meaningful experiences. The interaction between physical therapy and psychomotricity can make the treatment more effective and meaningful for both the patient and the physical therapist. Objectives: This study aimed characterizing the psychomotor profile of five children with clinical diagnosis of delay in the psychomotor development at the age ranging from three and five years old. Methods: After the research project be approved by an Ethics Committee (under number CAAE 2807.0.000.301-08), the children were recruited from the Associação Mantenedora do Centro Integrado de Prevenção (AMCIP) in the city of Curitiba. The evaluation instrument used was the Psychomotor Assessment of Fonseca, which results leaded to the planning of individualized treatments. After the initial evaluation, the individuals were submitted to 15 interventions with a psychomotor physical therapist and, next, to a new assessment to compare results. Results: Analyzing the data from the assessments, improvements in all subjects were found, mainly in balance and coordination of movements. Thus, for most of the subjects, the psychomotor age become equivalent to the motor age. Conclusions: The physical therapy intervention with psychomotricity was efficient to promote the motor learning in children with late development and lag between motor and chronological age. In future works other features will be considered, such as gender and environment.

Keywords: Physical therapy, Psychomotricity, Motor learning.


Omnipax Editora
omnilogo