Revista Brasileira de

Terapias e Saúde



Rodrigo Reis de Oliveira, Sandra Silvério-Lopes. Hipertensão Arterial Sistêmica: Efeito Hipotensor da Sangria no Ponto Reflexo Cerebral da Auriculoterapia. Revista Brasileira de Terapias e Saúde, v. 4, n. 1, p. 1-5, 2013.

DOI icon 10.7436/rbts-2013.04.01.01 PDF



Resumo: Contextualização: A hipertensão, apesar de ser amplamente reconhecida, permanece inadequadamente tratada na maioria dos casos. O controle da hipertensão arterial (HAS) é conseguido por meio de um programa medicamentoso, de acordo com a gravidade do quadro, e de medidas não medicamentosas, baseadas na manutenção de um estilo de vida saudável e por meio de tratamentos alternativos. Objetivo: Avaliar a influência da sangria na auriculoterapia na redução dos níveis pressóricos em voluntários hipertensos. Métodos: A amostra foi composta por 20 sujeitos de ambos os sexos de 18 a 60 anos com hipertensão controlada diagnosticada. A pressão arterial foi mensurada na chegada do voluntário e em seguida foi realizado sangria no ápice da orelha. Após um intervalo de 10 minutos com o voluntário em repouso, foi realizada nova aferição da pressão arterial. Resultados: Observou-se nesta amostra uma redução média de 5% da pressão arterial dos voluntários com o uso da técnica de sangria auricular. Esta redução alcançou 80% da amostra na pressão arterial diastólica e 25% na pressão arterial sistólica. Conclusão: Nos voluntários em estudo, a sangria foi capaz de reduzir a pressão arterial, porém de maneira não significativa.

Palavras-chave: Hipertensão, Auriculoterapia, Sangria.

Abstract: Background: Hypertension, despite of being widely known, still remains inadequately treated in most cases. The control of the systemic arterial hypertension (SAH) is achieved by means of a drug program, according to the severity of the condition, as well as non-pharmacological measures, based on the maintenance of a healthy lifestyle and alternative treatments. Objective: To evaluate the influence of auriculotherapy bleeding in the reduction of pressure levels of hypertensive volunteers. Methods: The sample consisted of 20 subjects of both sexes, aging between 18 and 60 years, with controlled hypertension. Arterial pressure was measured at the arrival of the volunteer and, next, the bleeding was carried out at volunteer's ear apex. After a 10 minutes interval with the volunteer at rest, the blood pressure was re-assessed. Results: An average reduction of 5% of the blood pressure was observed in the volunteers by using the auricular bleeding therapy. Such reduction reached 80% of the sample in the diastolic pressure and 25% in the systolic pressure. Conclusion: In the volunteers under study, bleeding was able to reduce the arterial pressure, although with no significance.br>
Keywords: Hypertension, Auriculotherapy, Bleeding. Acupuncture.


Omnipax Editora
omnilogo