Revista Brasileira de

Terapias e Saúde



Élio Stein Júnior, Aline Kreitlow, Laiane Maria Cardoso de Araújo. Efeitos da Fisioterapia Aquática no Tratamento da Dor Lombar Crônica Inespecífica: Uma Revisão Integrativa. Revista Brasileira de Terapias e Saúde, v. 9, n. 1, p. 15-21, 2018.

DOI icon 10.7436/rbts-2018.09.01.03 PDF



Resumo: Contextualização: A dor lombar é uma doença musculoesquelética, e o principal contribuinte específico para anos vividos com incapacidades. As propriedades físicas da água e sua capacidade térmica desencadeiam efeitos terapêuticos e os benefícios proporcionados estão relacionados ao calor da água que agem de forma analgésica, reduzindo a dor e o espasmo presente na musculatura. Objetivo: Avaliar os efeitos da Fisioterapia Aquática como tratamento para indivíduos com dor lombar crônica inespecífica. Métodos: Revisão integrativa, através de estudos experimentais retirados das bases de dados Scielo, Pubmed, UpToDate, PEDro, LILACS e MEDLINE. Os dados encontrados foram analisados mediante sistematização de alguns elementos, utilizando critérios de data, relevância e qualidade metodológica. Resultados: Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 10 artigos para análise. Os efeitos da Fisioterapia Aquática analisados foram dor, qualidade de vida, incapacidade, aptidão física, cinesiofobia, além de efeitos positivos sobre o sistema cardiovascular e composição corporal. Estudos mostraram uma diferença significativa tanto em relação à dor, incapacidade e qualidade de vida, sistema cardiovascular, aptidão física e cinesiofobia. Conclusão: Conclui-se que, a Fisioterapia Aquática é um recurso fisioterapêutico de grande magnitude para a recuperação de pacientes com dor lombar crônica inespecífica, pois além de trabalhar força e amplitude de movimento, realiza trabalho respiratório, estabiliza a musculatura da região lombar e orienta a postura, proporcionando resultados positivos não só durante o tratamento, mas por longo período após o mesmo.

Palavras-chave: Estresse, Infecções urinárias, Homeopatia, Qualidade de vida.

Abstract: Background: Low Back pain is a musculoskeletal disease, and the main specific contributor to years lived with disabilities. The physical properties of the water and its thermal capacity trigger therapeutic effects and the benefits provided are related to the heat of the water acting in an analgesic way, reducing the pain and the spasm present in the musculature. Objective: This study aims at analyzing systematically all available evidence in the literature about the effects of Aquatic Physical Therapy as a treatment for individuals with unspecific chronic low back pain. Methods: A comprehensive search of Scielo, Pubmed, UpToDate, PEDro, LILACS and MEDLINE was conducted. The data were analyzed through the systematization of some elements, using date, relevance and methodological quality criteria. Results: After applying the inclusion and exclusion criteria, 10 articles were selected for reading. The effects of Aquatic Physiotherapy analyzed were pain, quality of life, disability, physical fitness, kinesiophobia, in addition to positive effects on the cardiovascular system and body composition.Studies showed a significant difference both in relation to pain, disability and quality of life, as well as in the cardiovascular system, physical fitness and kinesiophobia. Conclusion: Aquatic Physiotherapy is a physiotherapeutic resource of great magnitude for the recovery of patients with nonspecific chronic low back pain, because in addition to working strength and range of motion, it performs respiratory work, stabilizes the musculature of the lumbar region and guides the posture, providing positive results not only during treatment, but for a long period thereafter.

Keywords: Unspecific chronic low back pain, Aquatic Physiotherapy, Aquatic exercises, Chronic low back pain.


Omnipax Editora
omnilogo